SÍNDROME METABÓLICA É GRAVE

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

6 de outubro de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: CRESCIMENTO DISCOVERY:

RETARDO DE CRESCIMENTO INTRA-UTERINO E OS FATORES GENÉTICOS SÃO IMPORTANTES FATORES DE BAIXA ESTATURA.

DURANTE O PRÉ NATAL O MÉDICO GINECOLOGISTA COM CERTEZA IRA SE PREOCUPAR COM O DESENVOLVIMENTO DO FETO, PARA QUE O MESMO NÃO APRESENTE PEQUENO PARA IDADE GESTACIONAL P.I.G., QUE IRÁ COMPROMETER DURANTE TODA A VIDA DO CONCEPTO EM SUA ESTATURA, INDICE DE MASSA CORPORAL, OBESIDADE, ALÉM DESTE PROBLEMA PODER ESTAR LIGADO NÃO SÓ A DEFICIÊNCIA DE HGH – HORMÔNIO DE CRESCIMENTO OU SOMATOTROFINA, MAS TAMBÉM A DISFUNÇÃO OU COMPROMETIMENTO DA TIREOIDE DA MÃE, QUE EM SEQUÊNCIA PODERÁ COMPROMETER A PLACENTA.


Primariamente os endocrinologistas e neuroendocrinologista devem considerar os fatores genéticos, pois são os mais sérios e comprometedores problemas de um paciente com deficiência de HGH – hormônio de crescimento, somatotrofina ou composto 191 (191 – aminoácidos em sua composição). Dentre os fatores genéticos o 1º item a ser observado é o HGH - Hormônio do crescimento ou somatotrofina. Na verdade esta substância é a executora de funções de maior relevância em se tratando de crescimento estatural.
Ainda dentre os fatores hereditários temos que levar em consideração outros parâmetros importantes que compromete a estatura dos indivíduos, fazendo com que apresentem baixa estatura por toda a sua existência se não compensados; Somatomedinas C, ou IGF–1. Aproximadamente 98% do IGF-1 é sempre vinculado a um dos seis proteínas de ligação (IGF-BP). IGFBP-3, a proteína mais abundante, é responsável por 80% de todos os vinculativo IGF. IGF-1 liga-se a IGFBP-3 na proporção de 1:1 molar. IGF-BP também se liga ao IGF-1 no interior do fígado, permitindo que o hormônio de crescimento continuamente agir de acordo com o fígado a produzir mais IGF-1. Isto é importante porque proliferam IGF-1 + IGF-BP pode segundo alguns autores permitir este complexo o crescimento do fêmur e os músculos. Proteínas de ligação IGF (IGFBPs) são proteínas de 24-45 kDa(Daltons-medidas). Todos os seis IGFBPs participação de 50% de homologia com os outros e têm afinidades de ligação para IGF-I e IGF-II na mesma ordem de grandeza que os ligantes temos para o IGF-IR. O IGFBPs ajudam a alongar a meia-vida de circulação IGFs em todos os tecidos, incluindo o de próstata. IGFBPs individuais podem atuar para melhorar ou atenuar sinalização IGF dependendo do seu contexto fisiológico (isto é, tipo de célula). Mesmo com essas semelhanças, algumas características são diferentes: Localização cromossômica, domínios de ligação a heparina, sitio de ligação de preferência para a ligação do IGF-I ou IGF-II, e glicosilação e diferenças phosforilação . Estas diferenças estruturais podem ter um tremendo impacto sobre como o IGFBPs interagir com membrana basal celular.
Outro hormônio vital e ligado a genética e o Hormônio liberador de tireotrofina e por consequência o TSH ou hormônio tireoestimulante que responde pela distribuição de todo o metabolismo orgânico em humanos. Não menos importante são os fatores exógenos ou extrincicos ou ambientais, tais como Nutrição, Estimulação biopsicossocial, Doenças, Atividade física. Portanto não se esqueça que as alterações do HGH-hormônio de crescimento perduraram por toda sua existência.

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930

Como Saber Mais:
1.O hormônio de crescimento HGH - por DNA Recombinante è uma substância eficiênte quando da deficiência de hormônio tireoidiano...
http://crescercriancasjuvenil.blogspot.com

2.A deficiência da somatotrofina, HGH, compromete o sistema nervoso central de neo – natos, crianças, infanto juvenil, adolescentes, inclusive adultos em seu desenvolvimento intelectual...
http://crescermais2.blogspot.com

3. O HGH – hormônio de crescimento pode acarretar após finalizar fechamento da cartilagen de crescimento, problemas durante a vida adulta...
http://metabolismocontrolado.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Referências Bibliográficas:

Dr. João Santos Caio Jr, Diretor Cientifico et Dra. Henriqueta Verlangieri Caio, Diretora Clinica - Van Der Häägen Brazil, São Paulo – Brasil,Kalus W, Zweckstetter M, Renner C, . et al . (Novembro de 1998) "Estrutura do domínio IGF-binding do crescimento insulin-como o fator-binding protein-5 (IGFBP-5): implicações para a IGF e IGF- Eu interações receptor " . EMBO J. 17 (22): 6558-72. .Hwa V, Y Oh, RG Rosenfeld (Dezembro de 1999). "O insulin-like growth factor de proteínas de ligação superfamília (IGFBP)". Endocr. Rev. 20 (6):. 761-87 Clemmons DR, Busby WH, Arai T, Nam TJ, Clarke JB, Jones JI, Ankrapp DK (1995). "O papel da insulina como fator de crescimento de proteínas de ligação no controle das ações IGF".Prog. Crescimento Res Factor. 6 (2-4):. 357-66 Stewart CE, Bates PC, Calder TA, Woodall SM, Pell JM (Setembro 1993). "Potenciação de insulin-like growth factor-I de atividade (IGF-I) por um anticorpo: evidência de suporte para o aprimoramento de IGF-I biodisponibilidade in vivo por proteínas IGF binding". Endocrinology 133 (3):. 1462-5 i.Gregory CW, DeGeorges A, Sikes RA (2001). "O eixo da IGF no desenvolvimento e progressão do câncer de próstata". Developments Pesquisas recentes em Câncer : 437-462. 


Contato:
Fones: (11)5572-4848/ (11) 2371-3337/ ou 98197-4706 TIM 
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@gmail.com


Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Häägen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17